sábado, 16 de fevereiro de 2013

INSTAGRAM E GASTRONOMIA: COMO UTILIZAR A REDE EM BARES E RESTAURANTES


O mercado da moda já se rendeu ao Instagram, agora é a vez da gastronomia. Quem utiliza a ferramenta sabe que um dos temas mais populares e vistos na rede social está relacionado a comidas e bebidas. Todos os tipos de gastronomia podem ser vistas por mais de 2 milhões de usuários que utilizam a rede de fotografias. Diversos bares e restaurantes também estão usando estratégias para compartilhar os seus menus no mundo online. Afinal quem não gosta de apreciar um belo prato de dar água na boca não é?!


Além de abrilhantar o Instagram de qualquer pessoa, comidas boas também definem a personalidade e qualidade de vida do usuário, e para quem vê a foto traz lembranças de amigos, família reunida, troca de ideias ou um momento especial. Até as celebridades se rendem aos posts de pratos no Instagram. Famosos como Luciano Huck, Ana Hickmann e até o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se renderam as guloseimas. Obama chegou a postar um jantar na Casa Branca, e adivinha qual era o menu?! Nada de caviar, era PIZZA!!




Ações relacionadas a gastronomia utilizando o Instagram

As fotos de pratos no Instagram são as campeãs em compartilhamento, passando até das fotos fofinhas de animais de estimação. Por conta do sucesso da categoria, a Agência Mullen de Boston criou, em outubro de 2011, um projeto social para ajudar as crianças afetadas pela fome na África.

A ação foi simples e divertida, os usuários iam aos restaurantes parceiros, tiravam fotos dos pratos e usavam a hastag #goodbellyproject, ao publicarem as fotos na rede social o estabelecimento doava US$ 1 para a causa. Interessante não é?! A ação matava três coelhos de uma vez, favorecia o restaurante com a divulgação, as crianças da áfrica que estavam com fome e os usuários que sentem necessidade em postar os pratos que estão degustando. Que pena que a ação só teve duração de um mês e só valia na cidade de Boston, mas fica a ideia para outras empresas do mundo inteiro.

Outra ação, quer dizer desta vez eu não chamaria nem de ação, e sim uma estratégia brilhante de marketing foi feita por um restaurante de Nova York chamado Comodo. Ele criou o seu menu a partir de fotos no Instagram. A campanha funcionou de forma simples, porém eficaz, com o objetivo de estimular os clientes a publicarem fotos de seus pratos na rede social. A Campanha funciona da seguinte forma: Após ler o cardápio, o restaurante recomenda que os clientes busquem a hastag #ComodoMenu para pesquisar as fotos dos pratos que escolheram e ver a opinião de outros clientes. Até outubro de 2012 o menu virtual contava com 53 imagens.

A quantidade de fotos de comida é tão grande, que, segundo a Revista TPM, até julho de 2012 foram postadas 6.633.599 fotos de pratos no aplicativo com a hastag #food e 42.550 fotos com a tag #comida. A AgênciaR18 Comunicação também bolou um infográfico em dezembro de 2012 mostrando qual prato foi mais popular no Instagram. A pesquisa foi feita a partir de hastags em português coletada durante dois dias. Adivinha quem ganhou?!

Mais informações sobre a matéria no link: http://www.quarteldigital.com.br/instagram-e-gastronomia-como-utilizar-a-rede-em-bares-e-restaurantes/







sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Alimentos permitidos para pacientes celíacos


Os alimentos permitidos para celíacos são:

- cereais: milho, arroz.;
- farinhas: arroz, mandioca, milho, fubá, fécula de batata, fécula de mandioca, polvilho doce, polvilho azedo;
- gorduras: gordura vegetal, óleos, margarinas;
- laticínios: leite, manteiga, queijos, derivados;
- carnes e ovos: aves, suínos, bovinos, caprinos, miúdos, peixes, frutos do mar;
- hortaliças e leguminosas: folhosas, legumes, tubérculos (feijão, cará, inhame, soja, grão de bico, ervilha, lentilha, batata, mandioca)
-frutas: todas, ao natural e sucos.

** ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS:

A Lei 10.674 de 16/05/2003 sancionada pelo Presidente Luíz Inácio Lula da Silva, em vigor desde 16/05/2004 institui:

Art. 1º Todos os alimentos industrializados deverão conter em seu rótulo e bula, obrigatoriamente, as inscrições "Contém Glúten" ou "Não Contém Glúten", conforme o caso.

** Lembrando que é infinita a lista de alimentos que o celíaco pode comer.

Fonte:  http://www.nutricaoativa.com.br/conteudo.php?id=126