Mostrando postagens com marcador Marketing e gastronomia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Marketing e gastronomia. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A força de uma marca por Sérgio Frota


A marca de uma empresa ou de um produto é muito mais do que o conjunto formado por nome, logotipo, identificação visual, publicidade, slogans, etc.

A verdadeira marca é a imagem que está impregnada em nossas mentes e corações. É o que sentimos quando nos lembramos de uma empresa ou de um produto. A marca é o que a empresa ou o produto marcaram em nossas mentes e corações através de sua comunicação com o mercado, como conseqüência de seu comportamento e de seus atos. É a imagem que fixamos através da forma como a empresa, ou o produto, interagiu conosco.

Podemos dizer que coisas como um nome bem pensado, design bonito, slogans bem elaborados, comunicação bem feita e atitudes socialmente corretas são importantes e ajudam muito, mas, além disso, o que marca mesmo nossa mente e nosso coração é o respeito que a empresa demonstra pelo Cliente fazendo com que a qualidade e o atendimento se ajustem às expectativas criadas.

Conhecemos muitas empresas e produtos, ou até mesmo instituições, que vêm sempre às nossas lembranças por suas atitudes positivas que são passadas de boca a boca, ou melhor, de boca para ouvido. Esse é o caso, por exemplo, do Corpo de Bombeiros que não precisa fazer marketing para vender seus serviços. Eles não vendem os serviços, nem nós queremos comprar os serviços do Corpo de Bombeiros, mas nos sentimos seguros sabendo que eles são eficientes.

Existem, evidentemente, muitas outras instituições e empresas que são tidas como exemplos de qualidade, que têm aura de qualidade. E, se nós nos propusermos a analisar e a entender as razões desse sucesso, vamos notar que a presença de alguns pontos em comum entre elas, mas, acima de tudo vamos notar que elas têm o respeito ao consumidor como uma característica muito marcante e sempre presente em suas atitudes.

O respeito é demonstrado através da oferta de produtos ou serviços feitos com tecnologia adequada, boas matérias primas e bons insumos. Mas, além disso, as empresas que fazem a diferença são aquelas que valorizam seus Recursos Humanos, que respeitam seus Colaboradores, que convivem harmoniosamente com seus Fornecedores e Parceiros. São empresas que respeitam a Comunidade onde interagem. Valorizam a manutenção de uma boa imagem institucional e investem nas relações pessoais e estreitado os laços e acreditando no alto valor das relações duradouras e sabem que isso é conquistado com ações concretas e atitudes leais.

Existem, evidentemente, inúmeros exemplos que eu poderia dar. No campo dos Serviços Públicos eu mencionei o Corpo de Bombeiros mas poderia falar de muitos outros, no Brasil ou fora de nosso país. Entre as empresas privadas seriam inúmeros os exemplos possíveis, mas vamos ficar no campo da Gastronomia que é o alvo do Correio Gourmand.


Eu venho trabalhando há vários anos na indústria de equipamentos para Cozinhas Profissionais, portanto muito próximo da atividade de Gastronomia. Venho acompanhando o desempenho de empresas e instituições que participam desse segmento, dentre elas a ABAGA - Associação Brasileira da Alta Gastronomia - que se propõe a incentivar o desenvolvimento e divulgação dessa atividade no Brasil e também a ELVi, fabricante de equipamentos para Cozinhas Profissionais.



A ABAGA nasceu há pouco mais de 12 anos pelas mãos de Chefs, todos estrangeiros, formados em seus países de origem e que vieram para o Brasil a convite de grandes redes hoteleiras internacionais. Esses 5 homens são o suiço Christophe Besse, os franceses Emmanuel Bassoleil e Laurent Suaudeau (seu primeiro presidente), o argentino Jorge Monti (seu atual presidente) e o italiano Luciano Boseggia que sentiram essa necessidade quando, em meados de 1994, resolveram por conta própria, enviar um representante brasileiro para participar do Bocuse d'Or 95. Hoje, a ABAGA é uma realidade e desempenha um grande papel em nossa Gastronomia.

Hoje, eu cuido da área de Expansão Comercial da Elvi, para onde fui atraído pelo bom pacote de atitudes de construção e fixação da marca adotado por essa empresa que tem uma bela história e é fruto do sonho do sonho de um jovem espanhol que se mudou para o Brasil em busca de uma nova vida e da realização de seus sonhos. Ao longo de 40 anos, a empresa construiu uma marca sólida, respeitada no mercado e sinônimo de qualidade de produtos e atendimento.

Mas, conseguiu como? Evidentemente que com muito trabalho, mas, sobretudo, com uma política clara de respeito, não apenas por seus Clientes, mas, também, por seus Colaboradores, Fornecedores e pela Comunidade de forma geral. Esse respeito se traduz em fábricas bem montadas e bem equipadas, no emprego de matérias primas e insumos industriais de qualidade adequada aos produtos que vende; tecnologia acima da média do mercado brasileiro; Colaboradores estimulados e bem treinados,  e um estreito relacionamento com a comunidade em que vive e com a comunidade de negócios de que participa.

Assim, ao pensar em construir sua marca, lembre-se que seu sucesso vai muito além do layout que vai representá-la e empenhe-se em atender a todos os quesitos que a farão consolidar-se no mercado.

  Fonte: http://correiogourmand.com.br/info_marketing_03.htm